8 de mar de 2009

O homem é a mais elevada das criaturas.

Do século XIX para os dias atuais, muita coisa mudou no comportamento humano.

A mulher vem conquistando seu justo e merecido espaço;

Homens e mulheres assumem sem constrangimentos suas partes femininas e masculinas, respectivamente.

O pensamento de Victor Hugo, portanto, pode gerar controvérsias. Não importa, desde que na tal guerra dos sexos, não falte o fundamental: respeito pelo ser humano, antes de tudo. Mas, para não sair do lugar comum...

Parabéns a todas as mulheres por este dia!


O homem é a mais elevada das criaturas;

A mulher é o mais sublime dos ideais.

O homem é o cérebro;

A mulher é o coração.

O cérebro fabrica a luz;

O coração, o amor.

A luz fecunda, o amor ressuscita.

O homem é forte pela razão;

A mulher é invencível pelas lágrimas.

A razão convence, as lágrimas comovem.

O homem é capaz de todos os heroísmos;

A mulher, de todos os martírios.

O heroísmo enobrece, o martírio sublima.

O homem é um código;

A mulher é um evangelho.

O código corrige; o evangelho aperfeiçoa.

O homem é um templo; a mulher é o sacrário.

Ante o templo nos descobrimos;

Ante o sacrário nos ajoelhamos.

O homem pensa; a mulher sonha.

Pensar é ter , no crânio, uma larva;

Sonhar é ter , na fronte, uma auréola.

O homem é um oceano; a mulher é um lago.

O oceano tem a pérola que adorna;

O lago, a poesia que deslumbra.

O homem é a águia que voa;

A mulher é o rouxinol que canta.

Voar é dominar o espaço;

Cantar é conquistar a alma.

Enfim, o homem está colocado onde termina a terra;

A mulher, onde começa o céu.

Victor Hugo (26 de fevereiro de 1802 - 22 de maio de 1885), escritor francês

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário. Concordando ou não com ele, provavelmente nos será útil, de alguma forma.