20 de set de 2012

A resistência (das pessoas) da coisa pública

Quem se dispõe a lutar contra descaso, omissão ou desonestidade de alguns gestores e funcionários públicos não deve esperar resultados rápidos. A resistência destas pessoas é muito grande, já que as mudanças para melhor nas instituições não os favorecem em nada; por isso protelam decisões e soluções pelo tempo necessário à desistência ou esquecimento de quem resolve cobrar algo deles, seja serviços, seja prestação de contas.
É uma luta bastante demorada. Perderá aquele que for menos insistente.

Exigir que o poder público e suas instituições e representantes  justifiquem os impostos cobrados não é algo comum, mas deve ser algo visto por todos com a normalidade necessária.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário. Concordando ou não com ele, provavelmente nos será útil, de alguma forma.