18 de fev de 2014

Quando a imprensa é a atingida.

Gostaria de ver o mesmo empenho da imprensa e das autoridades na apuração e solução dos casos em que pessoas morrem por falta de atendimento médico nos hospitais públicos, ou de irresponsabilidade no trânsito, na construção civil e tantos casos outros nos quais as vítimas não são profissionais da imprensa, nem celebridades, nem figuras públicas de expressão, como estou vendo no caso do cinegrafista da Band.

Para quem não entendeu bem, lamento, sim, a morte de Santiago. Tanto quanto lamento quaisquer das outras mortes citadas aí acima, mas que não recebem ou receberam da imprensa e das autoridades um tratamento semelhante.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário. Concordando ou não com ele, provavelmente nos será útil, de alguma forma.