10 de out de 2008

Gabeira ou Paes, Paes ou Gabeira. Tanto faz?

“... os eleitores cariocas vão ter que processar os paradoxos dessa eleição nas próximas três semanas. Enquanto Gabeira teve toda sua trajetória política pela esquerda e vai ser o candidato da centro-direita, Paes, que fez sua trajetória pela centro-direita será o candidato da centro-esquerda.” Ler na íntegra

(Fonte: MSN Notícias/REUTERS - 07.10.2008 19:37)


É o samba do afro-descendente psiquicamente perturbado: Teoricamente, Paes, que representaria a continuidade da atual administração, representa os anseios de mudança; Gabeira, que representaria os anseios de mudança, representa a continuidade.


Lembrando que alianças e apoios pressupõem pedidos e ofertas de cargos em troca:


Gabeira estaria vinculado, entre outros, a: Rodrigo Maia, Índio da Costa, Solange Amaral, Arolde de Oliveira, Ayrton Xerez, Laura Carneiro, Natalino José Guimarães, Alexandre Cerruti, Eider Dantas, Ronaldo Cezar Coelho, Rubem Medina, Sergio Zveiter e Paulo Cerri, do DEM (César Maia provavelmente rejeitaria um cargo); Gerson Bergher, Luiz Paulo Corrêa da Rocha, Pedro Paulo, Andrea Gouvêa Vieira, Lucinha, Luiz Antonio Guaraná, Luiz Carlos Ramos, Patrícia Amorim e Teresa Bergher, do PSDB; e do PPS, Stepan Nercessian.


Paes, por sua vez, vinculado aos nomes de Jair Bolsonaro, Carlos Bolsonaro, Simão Sessim e Wilson Leite Passos, do PP; Cristiane Brasil, José Nader e Roberto Jefferson do PTB; além de Garotinho e Cabral, do próprio PMDB (Cabral dificilmente deixaria o governo do estado por um cargo na prefeitura). Entre outros.


O eleitor que tiver algo contra qualquer um desses nomes, já sabe o que fazer. Ou não.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário. Concordando ou não com ele, provavelmente nos será útil, de alguma forma.