18 de out de 2011

Os entorpecidos

A "humanidade" vem perdendo o real sentido desta palavra nos últimos tempos. A grande maioria das pessoas não dá mais valor ao outro ser humano, apenas às coisas e ao dinheiro. Por isso tanta falta de comprometimento com a vida e com o bem-estar alheio. O mundo entorpeceu-se pelo 'ter' e pelo 'poder'; não se enxerga mais o "Ser", nem em si mesmo, nem nos outros.

O pior disso tudo é que o governo ou uma empresa qualquer (de qualquer porte) são sempre apontados como os culpados pelas tragédias ou descasos de todo tipo. Esquecermos de que eles são formados por pessoas, iguais a nós ou um pouco diferentes, é muito mais cômodo e nos permite dormir à noite achando que somos todos justos e bonzinhos e que a responsabilidade pelo que acontece ao nosso redor é toda deles, e não nossa.


Um personagem de novela, escroque, tinha o bordão "Humanidade podre!". Eu achava graça. Agora, apenas lamento.

...

Felizmente, horas depois, vejo alguém com um antídoto para este veneno social:
O Inspetor Meirelles, do Espírito Santo, BR.

2 comentários:

  1. MARAVILHOSO!!! SALVE O INSPETOR MEIRELLES!!! É POR ISSO QUE,APESAR DE TUDO,NOS RESTA A ESPERANÇA DE UM MUNDO MELHOR!!!!

    ResponderExcluir
  2. Sim!Sim!Sim!, Elisabete.
    Enquanto há vida, há esperança!

    ResponderExcluir

Obrigado por seu comentário. Concordando ou não com ele, provavelmente nos será útil, de alguma forma.