1 de set de 2009

O preço do exibicionismo

"Uma professora de educação infantil e alfabetização de uma escola particular de Salvador foi demitida depois de aparecer em vídeos postados no site "You Tube", dançando o pagode "Todo Enfiado".
(saiu na imprensa)

Qual a diferença entre se exibir num palco, para centenas ou milhares de pessoas, e esta exibição aparecer num vídeo na Internet?
Nenhuma, a meu ver. A proposta básica é aparecer para um montão de gente. Ninguém é ingênuo, hoje, de achar que vai passar despercebido ao se expor publicamente, e de que há grandes chances, com tantos celulares-câmeras por aí, do vídeo cair na Internet e de se espalhar. Principalmente quando a exposição provoca curiosidade popular e, mais ainda, por ser de cunho apelativo.
Achar que a vida seguirá normal após uma exposição deste tipo também é ingenuidade. Mas será que a perda do emprego, do qual se diz gostar, é consequência ou finalidade? Afinal, agora famosa, a professorinha poderá seguir a carreira artística, favorável à quem deseja exposição na mídia: provavelmente surgirão os convites de revistas e de produtores de filmes adultos. Num país onde o desemprego é um grande fantasma, a possibilidade de ganhar um bom cachê, para quem tem uma filha de sete anos para sustentar, é considerável.

Particularmente, entendo que a professora – como qualquer pessoa - tenha todo direito de se divertir nas suas horas de folga, da maneira que bem entender, se for ela mesma quem "paga suas contas e lava suas calcinhas" (Desculpe-me, leitor, mas não resisti ao trocadilho que tem a ver com o nome da “música”!); se isso não prejudica a ninguém além dela, deve ser respeitado. Mas este não é o caso, já que o lazer exacerbado dela, tomando a proporção que tomou, afeta muita gente, inclusive a sua própria filhinha.

Podemos dizer que o brasileiro tem memória curta - logo aparece outro escândalo no lugar, mas a Internet, não.
Cuidado com o que você faz, o vídeo ir parar na web, e os efeitos são quase previsíveis, mas não tem prazo de validade; e não dá para apagar o passado, principalmente na grande rede.

3 comentários:

  1. Deu mídia? Então valeu a pena! Sabe aquela velha máxima "Falem mal, mas falem de mim"? Ainda move multidões...

    ResponderExcluir
  2. Uma outra visão:

    http://blogln.ning.com/group/midia/forum/topics/o-lado-perverso-dana-rede

    Eu acho que as pessoas estão entregando suas vidas de bandeja pela Internet...

    ResponderExcluir
  3. Amigo querido Edu, vim para te trazer um selo de presente do meu Memórias , pois este Blog é Show!
    http://memoriasdevidaspassadas.blogspot.com
    Beijos no seu coração.

    Este Blog está cada vez melhor! Volto para comentar.

    ResponderExcluir

Obrigado por seu comentário. Concordando ou não com ele, provavelmente nos será útil, de alguma forma.