2 de jul de 2010

(Falta de) humor brasileiro na TV

Dos humorísticos atuais na TV, poucos se salvam, principalmente para quem já se cansou das antigas fórmulas de humor contidas em Zorra Total, A praça é Nossa, Casseta e Planeta.
A Grande Familia ainda resiste - bravamente - apesar da passagem do tempo. Talvez pela leveza dos temas e a qualidade do elenco e dos textos.

Dos novos, Separação é bastante interessante, os textos são ousadamente bons.
O CQC, cujo modelo é importado, mas que também agrega elementos dos primeiros tempos do Casseta, é uma boa alternativa à mesmice.

Na MTV, o Comédia é bom, tem um elenco de jovens comediantes talentosos, mas já resvala nas tais formulas de que falei; como no futebol, alguns poucos craques é que fazem a diferença quando arriscam umas jogadas diferentes. Na mesma emissora, o Furo é divertido, embora seja mais um noticiário que um programa de humor, e o surpreendente 5ª Categoria, humor de improviso, ganhou muito com a substituição do elenco em 2010. Com este, dou boas risadas!

O Legendários apresenta bons motivos para não ser assistido: O apresentador é chato; e sua miniatura muda, também é chata, mas, pelo menos, não fala. Tem ainda uma entrevistadora chatíssima (isso pra não dizer que a personagem é retardada). Eles tentam imitar o CQC, e imitação repetitiva, além de falta de criatividade, é muito chata. Não dá pra achar graça de tanta coisa chata. Mas há um bom motivo para assistir: a deliciosa presença de Jackie Cury. Se você quiser arriscar... mas só isso não compensa o pacote. Ou melhor dizendo, as malas. Sem alça.

Outro - sazonal, já que surgiu para a Copa do Mundo e vai acabar já, já - é o Central da Copa (edição noturna); se não foi criado para divertir, garantiu seu sucesso exatamente nisso.

Esqueci de algum?...
Tá vendo como anda nosso humor?

Um comentário:

Obrigado por seu comentário. Concordando ou não com ele, provavelmente nos será útil, de alguma forma.