11 de mai de 2011

A marcha da maconha... (Ih, aí... Esqueci o que eu ia escrever...)

"Terceira edição da Marcha da Maconha reúne 5 mil participantes"
http://www.imperatriznoticias.com.br

"CQC - Rafael Cortez na Marcha da Maconha"
Youtube.com

Renato Cinco, organizador do evento (contra-argumentando um cidadão que reclamava da falta de respeito dos usuários mesmo não estando liberada a droga), disse ao repórter do programa CQC que, com a legalização, haveria a necessidade de se discutir onde se poderia usar e comprar a droga, e que talvez se tenha "uma situação até melhor que a de hoje, com menos invasão do espaço do outro porque isso seria combinado pela sociedade".

Este argumento já é uma prova de que o troço faz mal à saúde mental: o cara vive em outra realidade. O que mais vejo por aí é gente desrespeitando o outro nos espaços públicos, seja pelo uso de cigarro, de bebida alcoólica, ou de celulares que tocam "'música'" alta.

E mais: a imprensa diz que foram 500 participantes, mas o organizador jura que viu 5.000! Alucinação...

...

A reivindicação é democraticamente justa,mas não dá pra colocar toda essa energia em manifestações mais importantes e urgentes, como num protesto contra a precariedade da Saúde e da Educação, ou mesmo contra a compra de carros de luxo pela câmara de vereadores?


Olho nele, PSOL!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário. Concordando ou não com ele, provavelmente nos será útil, de alguma forma.